Skip to content

Teatro Independente de Oeiras

O Recém Nascido

Uma comédia M/14

Sinopse

Quem se lembra do próprio nascimento?
 
Ninguém. Mas eu lembro-me do meu.
 
Lembro-me de todos os detalhes; do meu nascimento e da minha infância. E posso garantir: eu era muito mais feliz antes de nascer! Vida boa era a minha quando eu estava guardado ainda dentro da minha mãe! Silêncio, sossego, serviço de quarto… Aqui fora: barulho, bagunça, bando de ladrões…
 
Eu sinto-me exilado no mundo. Mas se viver não tem remédio, temos ao menos o consolo da comédia.

Duração e Classificação

75 minutos. Para maiores de 14 anos.

Ficha Técnica

  • Texto: Pedro Cardoso
  • Direcção geral e Encenação: Pedro Cardoso
  • Design gráfico: Renato Arroyo
  • Fotografia de cena: Raquel Rodrigues e Pedro Antas Ferreira  
  • Desenho de luz:  Renato Machado
  • Montagem e Operação de luz: Nuno Vilarinho Amaral
  • Operação de som: Ricardo Costa e Jorge Ferreira
  • Direcção de cena: Gustavo Piccirillo
  • Frente de sala: Nuno Santos, Solange Brás, Pedro Maria Colmonero
  • Redes sociais: Tayná Gonçalves Dias e Inês Tiago Silva
  • Assessoria de comunicação: Inédia
  • Produtor: TIO
  • Produção: 91ª

Elenco

Pedro Cardoso

Actor, encenador e intérprete

Pedro Cardoso Martins Moreira é um actor, redator, roteirista, autor, escritor e humorista brasileiro. Recebeu vários prêmios ao longo da sua carreira, incluindo um Grande Otelo, quatro Prêmios Qualidade Brasil e um Prêmio Shell, além de ter recebido indicações para um Emmy Internacional e três Prêmios Guarani. Pedro Cardoso é considerado fundador do teatro besteirol, movimento marcante do teatro carioca na década de 1980.

Pedro Cardoso iniciou sua carreira no início dos anos 1980 no teatro, trabalhando como iluminador, onde se interessou pela actuação. Passou a integrar grupos de teatro e começou a produzir e actuar em espectáculos de comédia, popularizando o teatro besteirol com peças como Bar, Doce Bar (1982) e C de Canastra (1987). Em 1988 protagonizou a peça Noel Rosa, interpretando o protagonista-título. Recebeu aclamação por esse trabalho venceu o Prémio Shell de Melhor Actor.

Concomitantemente à carreira no teatro, Pedro Cardoso também começou a actuar no cinema e na televisão, como actor e roteirista. Em 1985 estreou na televisão numa participação especial na série Armação Ilimitada. Mas foi como roteirista do programa de humorístico TV Pirata que se destacou em 1988. Posteriormente, recebeu elogios pela sua performance na minissérie Anos Rebeldes (1992), como o novelista Galeno Quintanilha.  Em 1994 integrou o elenco da novela Pátria Minha. Entretanto, o actor alcançou maior sucesso em 2001 quando passou a interpretar Agostinho Carrara na série A Grande Família. A série esteva no ar durante quinze anos na TV Globo, sendo uma das mais populares da televisão brasileira e a sua personagem tornou-se um dos maiores símbolos populares da teledramaturgia brasileira. Por esse trabalho, foi agraciado quatro vezes com o Prêmio Qualidade Brasil de melhor actor de comédia e foi nomeado ao Emmy Internacional de melhor actor, em 2008.

No cinema, estreou-se em 1984 no filme Os Bons Tempos Voltaram: Vamos Gozar Outra Vez. Em 1994 destacou-se no filme A Matadeira, que conta a história do massacre de Canudos, onde ele interpreta vários personagens, ganhando o prêmio de melhor actor pelo Festival do Rio. Em 1997 estrelou o indicado ao Óscar de melhor filme estrangeiro O Que É Isso, Companheiro?, filme que aborda a ditadura militar brasileira e pelo qual ele recebeu sua primeira indicação ao Prémio Guarani de Melhor Actor. Pedro Cardoso também recebeu elogios pela sua actuação no filme O Homem que Copiava (2003), vencendo o Grande Otelo de melhor actor coadjuvante. Em 2004 protagonizou o filme Redentor, pelo qual recebeu a sua segunda indicação ao Prémio Guarani de Melhor Actor. Em 2016 foi convidado para actuar no filme Barata Ribeiro, 716, depois de oito anos afastado do cinema.

Bilheteira

  • Normal: 16€

Informações adicionais

Menores de 3 anos

A legislação portuguesa não permite que crianças menores de 3 anos assistam a espectáculos com a excepção única daqueles que são classificados Para Todos os Públicos. Os maiores de 3 anos podem assistir a todos os espectáculos desde que devidamente acompanhados de adulto responsável.

Lugares de mobilidade reduzida

Lugares de MOBILIDADE REDUZIDA destinam-se exclusivamente a utilizadores em cadeira de rodas. A reserva destes lugares é efectuada através de endereço electrónico: (sujeito a confirmação de disponibilidade).

Condições da bilheteira

Reservas aceites através de chamada telefónica para 1820, até 72 horas antes do espectáculo.
Bilhetes à venda na Ticketline e lojas aderentes.

Todos os tipos de bilhetes (excepção promo CP e Prof do espectáculo) estarão à venda nos postos e plataforma Ticketline.

Reservas e informações 1820

De forma a evitar a compra online abusiva, os bilhetes com desconto adquiridos na TICKETLINE serão validados na entrada com pedido dos seguintes comprovativos:

Bilhete Newsletter apenas para subscritores da Newsletter TIO. Será sempre solicitado email recebido com a última NL enviada (papel ou telemóvel) e Cartão de Cidadão. Em caso de incumprimento será cobrada a diferença face ao bilhete normal.

Bilhete Voucher empresa será solicitado comprovativo de funcionário da empresa com protocolo e Cartão de Cidadão. Em caso de incumprimento será cobrada a diferença face ao bilhete normal.

Bilhete Flyer será solicitado flyer relativo ao espectáculo em cena. Em caso de incumprimento será cobrada a diferença face ao bilhete normal. O Bilhete Flyer está disponível apenas em produções seleccionadas.

Bilhete Promo CMO e Promo SIMAS será solicitado comprovativo de funcionário da entidade e Cartão de Cidadão. Em caso de incumprimento será cobrada a diferença face ao bilhete normal.